Ex-vereadora envolvida em desvio de recurso público em Jequié podem pegar até 8 anos de prisão, diz CGU

63 views

Vereadora

Os envolvidos no esquema de desvio de recursos públicos destinados à educação de Jequié, alvo de operação da Polícia Federal (PF), na manhã desta terça-feira (5), podem pegar no mínimo oito anos de prisão, segundo o superintendente da Controladoria-Geral da União na Bahia (CGU), Ronaldo Machado.

Segundo Machado, durante as investigações foram constatados que 35 funcionários fantasmas, contratados por empresa terceirizada que presta serviço à Secretaria Municipal de Educação de Jequié, eram usados como forma de conseguir apoio político para vereadores envolvidos no esquema. Os nomes dos políticos não foram revelados.

Eles vão responder por peculato, associação criminosa, inserção de dados falsos em sistema previdenciário e eliminação de documento público. Entre os alvos da operação está uma ex-vereadora da cidade. De acordo com o levantamento feito durante as investigações, a empresa terceirizada recebeu do município de Jequié, entre 2013 e 2017, cerca de R$ 63 milhões. A PF estima um prejuízo aos cofres públicos de mais de R$ 1,5 milhão, só no ano de 2017.

Print Friendly