Itaú e Bradesco encerram conta de corretoras que negociam bitcoins

77 views

Bitcoin-1

O Itaú e o Bradesco encerraram as contas correntes de ao menos duas corretoras de bitcoin no último ano alegando falta de interesse comercial em manter os contratos. As empresas entraram na Justiça por conta do episódio. Uma delas, a Mercado Bitcoin, informa ter cerca de 520 milclientes, e estima que vai movimentar R$ 2 bilhões em 2017. A informação é da Veja Online.

Ambos os casos aconteceram em 2016, e as empresas abriram ações judiciais para que as contas fossem mantidas. No caso do Mercado Bitcoin, o processo contra o Itaú chegou até o Superior Tribunal de Justiça (STJ), mas a empresa perdeu a causa. A conta na instituição era de pessoa jurídica, e a principal da companhia desde 2013, ano de sua abertura.

Segundo o CEO do Mercado Bitcoin, Rodrigo Batista, a empresa teve o pedido de abertura de uma conta no Bradesco recusado. “Não informaram o motivo, simplesmente dizem que a conta foi negada”, disse à Veja.

A outra corretora que teve contas encerradas nestas duas instituições bancárias foi a CoinBR. Mas a empresa consegue mantê-las aberta por meio de decisões da Justiça. A companhia, também fundada em 2013, tem 80 mil clientes.

Uma resolução do Banco Central prevê que as contas correntes podem ser encerradas por ambas as partes. A regra especifica que a instituição deve definir em contrato quais as condições para abertura, encerramento e manutenção de conta.

 

Fonte: Agência de Notícias

Print Friendly