Cinquentona e moderna, Brasília comemora 58 anos

1208 views

brasilia

Atrações modernas e diversificadas encantam brasileiros e estrangeiros na capital do Brasil, reconhecida pela Unesco como patrimônio histórico e cultural da humanidade.

Aos 58 anos, comemorados neste sábado (21), Brasília se apresenta ao mundo como uma cidade museu pela sua arquitetura monumental. A nova capital formada por dois eixos que lembram um avião, nasceu em 1960, no cruzamento de duas estradas de terra do Planalto Central, no meio do Cerrado. Uma visita ao Plano Piloto surpreende o turista pela diversidade de atrativos e a concepção moderna da cidade. São quadras residenciais e setoriais localizadas nas asas norte e sul; avenidas largas e arborizadas, no sentido dos pontos cardeais; além de parques e jardins.

O projeto, assinado pelo urbanista Lucio Costa; e os prédios monumentais, cerca de 80 deles desenhados pelo arquiteto Oscar Niemeyer, fizeram da capital federal o primeiro sítio contemporâneo patrimônio mundial da Unesco desde 1987. A visita à capital federal pode começar pela Rodoviária do Plano Piloto, na Zona Central, onde os eixos Monumental e Rodoviário se cruzam. No sentido leste fica o Conjunto Cultural da República formado pelo Teatro Nacional, ao norte; e a Biblioteca Nacional e o Museu Nacional, ao sul. Em seguida vem a Catedral de Nossa Senhora Aparecida, um dos templos mais visitados de Brasília, famoso pela singularidade da arquitetura, com vitrais coloridos e anjos pendurados no teto.

O passeio segue pela homogeneidade da Esplanada dos Ministérios, só quebrada pelos palácios da Justiça e do Itamarati que abrigam os ministérios da Justiça e das Relações Exteriores. Em seguida, vem a Praça dos Três Poderes, a “cabine de comando”, com destaque para o Congresso Nacional (Câmara e Senado); Palácio do Planalto, sede da Presidência da República; e o Supremo Tribunal Federal (STF), além do Pavilhão Nacional e o Panteão da Liberdade, entre outros monumentos. A partir daí, a Via Presidencial leva o visitante aos Palácios da Alvorada e do Jaburu, residências oficiais do presidente e vice-presidente da República. Dentro e fora dos prédios, o turista aprecia móveis e obras de artistas nacionais renomados.

Print Friendly