Craques da Copa do Mundo ganham força para Bola de Ouro

3750 views

craque

Kylian Mbappé, Antoine Griezmann, Eden Hazard, Kevin de Bruyne, Luka Modric e Harry Kane… alguns deles terão a chance de levantar o troféu da Copa do Mundo, mas seria a atuação no mundial suficiente para concorrer à Bola de Ouro?

Lionel Messi e Cristiano Ronaldo dominaram a premiação da revista francesa France Footbal nos últimos 10 anos, com cinco troféus para cada um. O português venceu em 2008, 2013, 2014, 2016 e 2017, enquanto o argentino levou o prêmio em 2009, 2010, 2011, 2012 e 2015.

Com ambos de férias e Neymar fora da competição, a Bola de Ouro parece mais aberta do que nunca. A decisão da Copa do Mundo aparece como um forte fator para o futuro vencedor do prêmio, apesar de Messi e CR7 terem tido conquistas em seus clubes (Campeonato Espanhol e Copa do Rei para o barcelonista; Liga dos Campeões para o madridista).

O fato do prêmio ser decidido pelos jornalistas da France Football, e não mais pelos técnicos e capitães como na época em parceria com a Fifa, pode facilitar uma mudança de hierarquia. Para isso, basta lembrar que em 2006 o zagueiro Fabio Cannavaro levou o troféu mais como reconhecimento ao título mundial da Itália do que por méritos individuais.

Tudo indica que 2018 pode ser um ano de mudança de hierarquia no trono do futebol, com vários jogadores presentes nas semifinais do mundial russo chamando a atenção. Dois deles são os franceses Kylian Mbappé e Antoine Griezmann. O jogador do Atlético de Madrid já ocupou a terceira colocação em 2016 e está bem cotado, após o vice-campeonato espanhol e o título da Liga Europa.

Mas Griezmann está sendo eclipsado pelo jovem Mbappé, decisivo na vitória sobre a Argentina nas oitavas. O atacante do Paris Saint-Germain, no entanto, pode ser prejudicado por conta da eliminação precoce com o clube da capital francesa na Liga dos Campeões.

Líder da Croácia e do Real Madrid
Luka Modric está sendo o líder da surpreendente equipe da Croácia, semifinalista pela segunda vez na história da Copa do Mundo. Além disso, o craque é o camisa 10 do Real Madrid e foi fundamental nos quatro títulos merengues da Liga dos Campeões nos últimos cinco anos.

O inglês Harry Kane não tem a habilidade técnica dos anteriores, mas conta com um poder de definição mortal dentro da área. Seus gols foram responsáveis pelas boas campanhas do Tottenham nos últimos anos e devolveram à Inglaterra ao grupo de semifinalistas no Mundial após 28 anos.

Eden Hazard e Kevin de Bruyne são as grandes estrelas de uma seleção belga que sonha alto. Ambos se destacam pela velocidade, capacidade de drible e passe. Ainda assim, De Bruyne tem a vantagem de ter participado de temporada fantástica com o Manchester City, vencendo o título da Premier League, enquanto o ano de Hazard no Chelsea foi mais discreto.

Os quatro jogos restantes na Copa do Mundo podem acabar respondendo as dúvidas sobre o futuro melhor jogador do mundo.

Print Friendly