Preço do leite sobe 46% no ano: veja motivos

2653 views

leite

Greve dos caminhoneiros, chuvas escassas e dólar estão entre as causas do aumento do produto nos supermercados.

O preço do leite longa vida disparou nos supermercados e subiu 46,27% nos sete primeiros meses deste ano, em relação ao mesmo período de 2017, de acordo com levantamento da Associação Brasileira de Supermercados (Abras).

O produto foi o que mais pesou no bolso do consumidor na cesta com os 35 itens mais consumidos nos mercados brasileiros. Só em julho, o leite de caixinha subiu 8,55% em todas as regiões.

Os valores dos queijos prato e mozarela, derivados do leite, também são pressionados e mostraram forte alta. Os aumentos foram de 11% e 14% no período, respectivamente.

Segundo o Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), entre os fatores que influenciaram o aumento está a valorização do leite no campo, como consequência da paralisação dos caminhoneiros, que durou 11 dias em maio, pois o desabastecimento acirrou a concorrência no mercado de laticínios.

Para o economista e coordenador do Índice de Preços ao Consumidor (IPC), da FGV, André Braz, a alta de chuvas, crise na safra de milho na Argentina e valorização do dólar também ajudou a puxar os preços.

“Quando chove pouco, como no inverno, as pastagens ficam mais escassas, e o gado precisa de mais ração. Com a quebra na safra de milho na Argentina, no início do ano, o valor desse grão subiu. Além disso, o milho e a soja, usados na ração, são commodities, negociadas em dólar, então a desvalorização do real também influencia”, diz Braz.

Até julho, a moeda dos EUA acumulava alta de 13,27% sobre o real.
Segundo Braz, a tendência é que, com a chegada da primavera e a mudança no clima, as altas diminuam.

“Essa oscilação é normal, e a dona de casa deve sentir um alívio com um recuo até o fim do ano”, disse.

 

*Com agências

Print Friendly