Lula se torna réu pela décima vez; caso inclui Palocci e Paulo Bernardo

4817 views

lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se tornou réu pela décima vez na Justiça Federal. O caso envolve uma denúncia de suposto recebimento de propina da Odebrecht. O esquema envolve também os ex-ministros Antônio Palocci Filho e Paulo Bernardo.

A denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal foi aceita nesta quarta-feira (5) pelo juiz federal Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal Criminal da do Distrito Federal. O caso teria ocorrido em 2010, envolvendo o montante de R$ 64 milhões.

De acordo com a acusação, a empreiteira teria feito o repasse em troca da ampliação do crédito para financiamento da exportação para Angola, pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A autorização, a época, somava R$ 1 bilhão.

Paulo Bernado atuava como ministro do Planejamento na época, e teria assinado o empréstimo. Palocci e Lula teriam atuado junto ao núcleo político para influenciar o favorecimento. A denúncia cita ainda Marcelo Odebrecht, no núcleo empresarial.

Prisão
Lula está preso desde abril de 2018 devido a processo no âmbito da Operação Lava Jato. No caso, o ex-presidente é acusado de receber coo forma de propina um apartamento triplex, no Guarujá (SP), pago pela construtora OAS. Recentemente, o petista recebeu uma redução da pena de 12 anos e um mês para oito anos e 10 meses.

O ex-presidente também já foi condenado na acusação que envolve a Operação Zelotes. Lula foi sentenciado em 12 anos e 11 meses por corrupção e lavagem de dinheiro – por reforma do sítio de Atibaia, atribuído a ele. Em um terceiro caso o petista foi absolvido, tratava-se da suposta obstrução de Justiça, no âmbito da Operação Lava Jato.

A defesa de Lula afirmou em nota que a denúncia é “parte da inaceitável premissa de se atribuir responsabilidade penal ao Presidente da República por decisões legítimas tomadas por órgãos de governo”.

Print Friendly