Investe Turismo chega a Recife

6438 views

recife-turismo

Além da capital pernambucana, outros cinco municípios e o arquipélago de Fernando de Noronha irão receber ações do programa.

Com muito frevo, maracatu e xaxado, Recife (PE) deu as boas-vindas, nesta segunda-feira (01.07), ao Investe Turismo, programa desenvolvido pelo Ministério do Turismo em parceria com a Embratur e o Sebrae. A terra do Galo da Madrugada e de algumas das mais belas praias urbanas foi a sexta cidade brasileira a receber a equipe do projeto. A iniciativa tem o objetivo de aumentar a capacidade turística da região, gerando emprego e renda para a população. As três rotas beneficiadas: Costa História e Mar, que englobam Recife, Olinda, Ipojuca e Fernando de Noronha; Costa Náutica Coroa do Avião, em Ilha de Itamaracá e Iagarssu; e História, dos Arrecifes e dos Manguezais, em Tamandaré.

Em todo o país, o programa Investe Turismo irá destinar R$ 200 milhões a 30 rotas turísticas. O recurso será utilizado para aprimorar os atrativos turísticos dos estados brasileiros, além de dar apoio à comercialização dos destinos nacionais. O secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, Aluizer Malab, abriu as atividades no estado. “Este é o momento do turismo, não podemos perdê-lo. Temos que integrar as ações do Estado com a iniciativa privada e convergir esforços num sentido único que é gerar emprego, renda, melhoria de negócios e tudo que o turismo pode tão bem construir. Essa é a orientação do governo.”

Para o secretário de Estado de Turismo de Pernambuco, Rodrigo Novaes, a chegada do programa em Pernambuco dá início a um novo momento no estado. “Hoje a gente dá um passo importante em capacitação e qualificação. Recebemos o programa Investe Turismo e registramos toda nossa gratidão. Vamos melhorar essas rotas turísticas”, destacou Novaes.

De acordo com a Secretaria Estadual de Turismo de Pernambuco, o estado recebeu, em 2018, mais de 5,9 milhões de turistas, sendo os meses de janeiro e fevereiro os que apresentaram maior procura. Recife, a capital do estado, recebeu mais da metade destes turistas: 3,3 milhões. Outros dados, agora do Anuário Estatístico do Ministério do Turismo, apontam que o número de turistas estrangeiros que chegaram pelo estado cresceu 45,7% se comparado com o ano de 2017. Argentina e Itália foram os principais emissores de turistas para Pernambuco.

Para incentivar ainda mais o setor, o Ministério do Turismo tem destinado recursos crescentes para a infraestrutura turística em Pernambuco. Desde 2003, ano da criação do Ministério, a Pasta já destinou R$ 770,9 milhões para mais de 1.509 projetos que contemplam desde a construção de centros aos turistas até a urbanização e revitalização de orla fluvial. Além disso, o estado teve 3 projetos aprovados com o selo + Turismo no valor de R$ 447,7 milhões, que levará mais visibilidade e capacitação de mão de obra para as regiões de Olinda e Petrolina.

AÇÕES – As rotas turísticas “Costa História e Mar”, “Costa Náutica Coroa do Avião” e “Histórica, dos Arrecifes e dos Manguezais” receberão um pacote de ações organizadas em quatro linhas de trabalho: o fortalecimento da governança, por meio de uma agenda estratégica entre setor público e privado; a melhoria dos serviços e atrativos turísticos, com foco especial nas micro e pequenas empresas; marketing e apoio à comercialização, por meio de campanhas, produção de inteligência mercadológica e participação em eventos estratégicos; além da atração de investimentos e apoio ao acesso a linhas de crédito e fontes de financiamento.

Edição: Vagner Vargas

Print Friendly