Lava Jato teria planejado possível impeachment de Gilmar Mendes

686 views

gilmar

Procuradores da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba discutiram coletar dados e informações sobre o ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal), para tentar afastá-lo de processos e até pedir seu impeachment, segundo publicação do jornal El País com base em mensagens obtidas pelo site The Intercept Brasil.

De acordo com os diálogos divulgados nesta terça (6), integrantes da operação, incluindo o procurador Deltan Dallagnol (chefe da força-tarefa), debateram apurar decisões e acórdãos do ministro para embasar a ofensiva e planejaram acionar investigadores na Suíça para tentar reunir indícios contra Gilmar Mendes.

O objetivo era rastrear um possível elo entre Gilmar e Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto, acusado de ser operador de propina do PSDB e que está preso em Curitiba após uma das ações da Lava Jato.

O ministro reagiu à divulgação das novas mensagens. Disse que elas revelam “delinquência institucional” e que “está na hora de a Procuradoria tomar providências”. “Tudo indica, à medida que os fatos vão sendo revelados, que nós tínhamos uma organização criminosa para investigar. Portanto, eles [procuradores] partem de ilações absolutamente irresponsáveis”, disse o magistrado.

O ministro não explicitou, porém, se cobrava alguma atitude da procuradora-geral da República, Raquel Dodge.

Print Friendly