Bolsonaro pede a filiado para ‘esquecer’ o PSL

5460 views

bolsonaro

Em meio a uma crise de disputa de poder dentro do PSL, partido que enfrenta ainda denúncias de desvio de recursos partidários, o presidente Jair Bolsonaro implodiu sua relação com o presidente da sigla, Luciano Bivar. Em uma conversa informal ontem com um apoiador, gravada em frente ao Palácio da Alvorada, Bolsonaro afirmou que Bivar estava “queimado” em Recife. Para completar, o presidente mandou um curto e representativo recado ao apoiador: “Esquece o PSL”.

Bolsonaro e dois dos seus três filhos políticos – o deputado federal Eduardo Bolsonaro (SP) e o senador Flávio Bolsonaro (RJ) – são filiados ao PSL. A relação do trio com o partido foi construída especificamente com o viés de estruturar a campanha de Bolsonaro à Presidência. Bivar não é o primeiro presidente da sigla a enfrentar problemas com a família Bolsonaro. Antes dele, Gustavo Bebbiano deixou o comando da legenda por divergências com o clã. Agora, Bivar é o alvo da disputa de Bolsonaro, que sido sondado para integrar outras legendas, entre elas a recente criada UDN.

A declaração de Bolsonaro veio no mesmo dia em que o Senado aprovou a convocação do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antôni, denunciado por crimes envolvendo candidaturas-laranja do PSL. Ele segue no cargo. Em um vídeo divulgado no canal de Youtube “Café com Pimenta”, Bolsonaro demonstrou que o partido ao qual é filiado, o PSL, está de fato passando por um momento de cisão e rachaduras.

Vídeo

A dica do presidente, que deu a entender que tem um futuro incerto no partido, foi transmitida por meio de uma declaração dada ao sair do Palácio da Alvorada na terça-feira (8) a outro filiado ao PSL que afirmou ser pré-candidato na cidade de Recife.

Quando o homem abordou o presidente gravando um vídeo e informou que era pré-candidato pelo mesmo partido, Bolsonaro disse para esquecer o PSL e acrescentou que Luciano Bivar, presidente da sigla, estava “queimado” na capital de Pernambuco e que se o vídeo fosse divulgado isso também prejudicaria a imagem de Bolsonaro.

A atitude do presidente surtiu efeito. O homem não só apagou o vídeo, mas, em seguida, gravou outro no qual exaltava ele mesmo, Bolsonaro e Recife sem presença de Bivar. Ainda assim, na segunda-feira (7), o porta-voz do governo, Otávio Rêgo Barros, afirmou que não há indicativo algum de transição de partido por parte do presidente.

Print Friendly